quinta-feira, maio 06, 2010

Feira do Livro


Fui à feira, que saudades.
Desta vez não levei lista, só sabia que tinha que comprar livros para a mãe, mas nem sabia quais.
Acabei por descobrir uma autora que quando ela os ler tem que passar para mim.
 
Claro que comprei o livro "Cheiro a Banana" com ilustrações da menina Liliana Lourenço, e o livro está lindo e muito colorido com as bonecas dela.
 
Arranjei mais um do Iznogoud que já li (problema dos livros de BD, têm leitura e fim imediato)
E comprei mais uns tantos, não tantos quanto queria, mas sem lista não queria arriscar.
Mas vou ter que voltar que estou decidida a arranjar um de Mitologia Grega
 
Claro que não resisti à fartura quentinha.
 
Quanto à organização da feira, está mais fácil, as cores e as letras diferentes por corredor dão muito jeito.
Quanto à nova Leya... enfim em pelo menos dois stands é melhor que mudem as vendedoras de livros, porque a impresão foi péssima... assim do tipo "ai não me querem vender o livro?", além disso fiquei com a ideia que a relação daquelas pessoas com os livros e o conhecimento sobre os livros que vendiam era nula.
Ao contrário de outros stands, especialmente nas filas A e B, em que sabiam tudo e procuravam o livro que queriamos e indicavam outros stands onde estariam à venda.
 
Por isso Leya ou muda muito ou vai estragar a venda de livros.
No entanto gostei do conceito de naquele espaço procurar os livros todos e depois ir pagar na caixa, onde ai sim, as meninas já eram simpáticas e explicavam tudo.

 

2 comentários:

Orquídea disse...

O problema da Leya é que normalmente recorre ao trabalho temporário para as feiras e não dá formação prévia.

As outras editoras por norma são os próprios vendedores que vão para as feiras.

Um detalhe que faz toda a diferença no atendimento...

Beijinhos

liliana_lourenco disse...

Que bom que gostaste do Livro! :)

No domingo existirão algumas surpresas, especialmente para os mais pequenos. ;)

Beijinhos! **