sexta-feira, janeiro 06, 2006

O Chato


Fui ao teatro, já andava com saudades e aproveitei o convite da minha priminha.
Ri, ri, ri, deitei-me na cadeira e voltei a rir!

Fui ver “O Chato”


É encenado pelo António Feio e decorre num hotel, onde um fotógrafo e um assassino estão hospedados. Por motivos diferentes estão ambos interessados num julgamento mediático.
O assassino chega cheio de “pinta” e faz-nos pensar que deve comer muitos “corpos danone”, e que se calhar um assassino deve ter uma “boa vida”; o fotógrafo é um pobre coitado que deve trabalhar todos os dias!
No decorrer do espectáculo, a maioria dos espectadores deve lembrar-se de um conhecido chatinho como aquele que não nos deixa fazer aquilo em que estamos a pensar, até nem são más pessoas mas … não se calam!
Vão ver, por estranho que pareça conseguiram-se bilhetes no dia; confesso que não acreditava se alguém que não a minha prima me dissesse tal coisa.

5 comentários:

O que eu quiser disse...

há muito tempo que não vou ao teatro... tenho de ver essa peça, parece-me interessante!!! onde viste??

dina disse...

no Teatro Villaret, olha que vale a pena, e se quiseres autografos, a seguir ao teatro a ana isabel e o antónio feio vão para o Plaza, e podes apanhá-los no meio da rua (ainda a sorrir) :)

maria flor disse...

Não há nada como uma boa risada para esquecer as coisas menos boas da vida!
Há séculos que não vou ao teatro e mesmo ao cinema só para ver filmes infanto-juvenis.
um fds muito risonho!
beijnhos

dina disse...

tens razão maria flor (nome giro que tu inventaste), eu também já estava numa fase de só ver filmes infanto. o que me salvou foi a minha prima passear de arejar :) dá sempre jeito um incentivo.

Zé Maria das Couves disse...

Deve ser uma peça óptima para ti!
Aposto que os actores não te quiseram deixar sair e até te convidaram para fazer parte do elenco!