quarta-feira, maio 02, 2007

Voltei

Olá!
Se eu soubesse que chovia tanto por cá e fazia tanto frio, tinha ficado por lá.
Não sei o que vos hei-de dizer sobre a estadia por terras de “françoáses”!

Aquilo é lindo e como o meu filho diz: “que romântico deve ser um jantar à luz “baixinha”, num barco, com música romântica”!
Grandes despesas a minha criança vai ter se continua com estes pensamentos românticos.

Mas depois vem aquela parte desgraçada que eu não consigo esquecer em cada passo… nós, Portugueses, estamos a uma distância assustadora do nível de vida daqueles “françoáses”.

Só para terem uma ideia, porque isto não me sai da cabeça, um passe de metro de turista de 3 dias, custa mais do que um passe de 1 mês de metro em Portugal.
Venho maldisposta com o dinheiro que se gasta em transportes, até entendo os 4€ por café numa esplanada, afinal é uma esplanada em Paris, agora … transportes a estes preços?

Ah, e quero deixar escrito de forma pública, não vou mais queixar-me do preço dos bilhetes para visitar um museu em Portugal, vou só queixar-me dos horários.
No estrangeiro pago os “olhos da cara” e vou vê-los todos, por cá refilo e tenho em falta imensos museus.

Mas depois conseguem-se fotografias que só são possíveis em Paris.
As pessoas que rondam a Torre Eiffel estão presas em horas de fila, valores assustadores para visitar a torre, valores malucos por uma garrafa de água e por um cachorro, às fotos que temos que tirar …
O pombo é livre, só tem que voar por cima de todos nós.

Mas também há muitas coisas que se podem apreciar só pelo prazer de olhar para elas e essa é a parte que eu gosto de Paris, posso andar nas ruas e andar e andar sempre com coisas para admirar.


Desta vez dei folga à família e não “obriguei” ninguém a passar dias no Louvre, mas penso que também ajudou ter ficado “agoniada” com o preço das coisas.

Será que algum dia Portugal vai ficar equiparado ao nível de vida do resto da Europa? Tenho sérias dúvidas que isso aconteça antes da minha reforma, penso que vou continuar a ver amigos, colegas e família a “desaparecer” para o estrangeiro onde podem conhecer novos mundos sem ficarem assustados, como eu, com o dinheiro que se gasta.

3 comentários:

Alma Minha disse...

Pois tens toda a razão... e o problema e que nós com os nossos saláriosnão podemos ir longe...
Mas valeu...não?
Beijos

Patixa disse...

apesar dos gastos feitos... de certeza que valeu bem a pena! Também gostava de lá ir...

Bjokas

liliana_lourenco disse...

Muito bonitas as fotos!

É só um cheirinho do tanto que viste por lá e do tanto que te deves ter divertido e aproveitado!

Olha que bom para ti!
E que inveja!
Eu o máximo que já fui foi ali aos nossos vizinhos: Badajoz e Sevilha... enfim... quando for podre de ricalhaça tb hei-de ir a Paris!! ;) eheh... entretanto até lá vou sonhando com as fotos e as palavras dos que me odeiam.

Ah e bem vinda de volta!!! ;p

**Lili**