segunda-feira, novembro 07, 2005

o meu afilhado do Gurué

acabei de receber uma carta do meu afilhado do Gurué. estou felicissima. ainda não tinha tido o prazer de conhecer a letra dele :)
fiquei a saber que gosta de pintar, de futebol e "basquetebol".
foi um afilhado que arranjei através dos "amigos sem fronteiras" ( http://www.amigossemfronteiras.org/ ) . a única coisa que se pede é que enviem um donativo para pagar os estudos de uma criança por ano. depois disso podem escrever-lhe (só por mail, porque as cartas não chegam, e também não é possível enviar encomendas porque desaparecem pelo caminho). o Luberato ( meu afilhado ) adora ir a casa dos avós, porque eles têm sempre imensas histórias para contar. o Gurué, é uma terra perdida no meio de Moçambique, mas pelos vistos os avós têm a mesma função: fazer os netos felizes :)

4 comentários:

Paula Osório disse...

que maravilha!
Parabens pelo teu afilhado.

Zé Maria das Couves disse...

Bondade genuína ou tentativa de ocultação dos erros do passado recente?
A mim não me enganas!

dina disse...

ainda sobre o meu afilhado, é complicado entender aquela cultura. vai à escola quando não tem mesmo hipóteses de faltar, na altura das férias costuma ir para casa dos avós a vários KM de distância e só volta ... quando se lembra. Na penúltima vez que andei à procura dele, ninguém sabia onde ele andava, só sabiam que tinha ído para casa dos avós. apareceu 15 dias depois. mas pelo que o prof me diz ele é dos mais cumpridores.

Marco disse...

Espectáculo!