segunda-feira, abril 17, 2006

Constância

Fui passear por lá, é pertinho da minha terrinha e era dia de Festa, a Festa das Flores (de Papel). As ruas ficam enfeitadas com cordões de flores de papel, candeeiros de papel, canteiros de papel, árvores de papel, anjos de papel, bonecas de papel …
E depois Constância, a Vila Poeta, mais parece uma terra de contos de fadas, onde tudo são recantos, ruas a subir e a descer muito estreitas, escadinhas (do Tem-te Bem), Imagens de Santos em quase todas as casas, muitas flores cheirosas (Jasmim, Glicínias e Laranjeiras, penso que são as vencedoras).
A vista para os rios é magnífica, todos os cantinhos estão arranjados ou a serem arranjados, o passeio junto ao Zêzere cada vez está mais bonito, a esplanada para o Rio Tejo cada vez é mais agradável …


Realmente é uma terrinha de Contos de Fadas.
Só é pena que em dois anos seguidos o S.Pedro não passe por lá, porque tem chovido sempre o que é MUITO mau para as flores de papel como devem imaginar.
Mesmo assim parece-me que a maioria das pessoas que lá andava já pensava como eu “que se lixe a chuva, não vai conseguir estragar a festa!” e por isso todos andavam mais ou menos divertidos e as crianças encantadas por porem os pés da água ;)

1 comentário:

Loira disse...

E as vacas? Eu quero é saber das vacas! eheheheh Beijos